punção seca dry needling

Punção seca e acupuntura

Nuno Lemos ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA, LOBBIES E MTC, TEXTOS LIVRES 0 Comments

Recentemente um doente estrangeiro perguntou-me se eu sabia fazer dry needling (punção seca). Eu afirmei que era acupuntura e que sabia fazer. Ele responde-me que o fisioterapeuta dele tinha referido que punção seca não é acupuntura. Punção seca é a inserção de agulhas nos pontos gatilho e acupuntura é a inserção de agulhas em pontos de acupuntura.

Esta é sem dúvida a definição mais idiota e ignorante que pode existir de acupuntura. Para grande surpresa, tem sido usada em inúmeros estudos científicos, o que explica a inutilidade dos mesmos.

Não digo com isto que a punção seca não seja uma técnica válida. E se lhe quiserem chamar punção seca que chamem. É um belo nome publicitário. Afirmar que não é acupuntura e usar uma definição de acupuntura ridícula já não é publicidade, é ignorância.

Neste artigo vou apresentar 3 razões pelas quais o punção seca e acupuntura são a mesma coisa. E ao mesmo tempo, espero informar o maior número de pessoas que a acupuntura não se baseia na inserção de agulhas em pontos de acupuntura.

Razões pelas quais a punção seca não é diferente de acupuntura

A acupuntura baseia-se na inserção de agulhas filiformes no corpo. Esta é uma definição limitada (uma vez que existem outras técnicas associadas e técnicas que não necessitam inserção de agulha no corpo). Mas, tal como é conhecida no ocidente, a acupuntura foca-se no estímulo de agulhas no corpo.

Qualquer técnica que insira agulhas de acupuntura no corpo é acupuntura. Podem dar-lhes outros nomes no sentido de diferenciar as técnicas mas não deixa de ser acupuntura. Acupuntura elétrica, acupuntura esotérica, punção seca, eletrólise percutânea, etc… são tudo técnicas (umas mais válidas que outras) de acupuntura.

A acupuntura não se baseia em pontos de acupuntura ou meridianos mas sim num procedimento que manipula uma agulha filiforme e ao qual se podem associar diferentes métodos de raciocínio.

Se pensarmos que a acupuntura consiste na inserção de agulhas filiformes nos pontos de acupuntura, então surge um problema. Porque existem descritos mais de 4000 pontos. Ou seja, é literalmente impossível encontrar uma zona do corpo que não seja um ponto de acupuntura. Pela simples lógica seria virtualmente impossível existir qualquer outra técnica que não fosse acupuntura.

Historicamente esta ideia está errada. A primeira tradução de um tratado de acupuntura, no século XVII, não falava de meridianos nem pontos porque tinha influências de escolas japonesas que não usavam pontos nem meridianos. E também não se chama punção seca ou dry needling. Ou seja, historicamente sempre houve correntes da acupuntura que não usavam pontos de acupuntura, nem conceitos como os meridianos. Na realidade quando os chineses começaram a usar acupuntura dificilmente teriam já montado um sistema de meridianos.

Se pegarmos na escola mais tradicional chinesa que usa pontos de acupuntura e meridianos vamos ver que ela classifica 3 tipos de pontos diferentes. Os pontos regulares que tem uma localização especifica e pertencem a um sistema de meridianos; os pontos extra que tem uma localização especifica mas que não pertencem a nenhum sistema de meridianos e os pontos ashi que não tem localização especifica e não pertencem a nenhum sistema de meridianos (nesta classificação podem entrar muitos pontos gatilho). Ou seja, nem as escolas mais tradicionalistas de acupuntura chinesa (e especialmente essas) não usam a acupuntura somente em pontos de acupuntura.

Ao olharmos para a história e literatura antiga da medicina chinesa podemos observar que elas aconselhavam e definiam técnicas terapêuticas onde a acupuntura não era feita em pontos de acupuntura. As técnicas dos tendino musculares são disso um claro exemplo.

Porque a diferença entre punção seca e acupuntura?

Tal como em muitas outras áreas tem a ver com relações públicas e política.

Se muitos fisioterapeutas disserem que fazem punção seca e que é diferente da acupuntura então podem fazer acupuntura sem problema. Pode vender-se o tratamento como inovador e pode fazer-se uma divisão social com uma classe mais esotérica e com a qual muitos não se identificam.

Por outro lado se disserem que fazem punção seca tem um respeito científico muito maior do que se disserem que fazem acupuntura. Em alguns casos, como está a acontecer com a eletrólise percutânea (nome bonito para dizer acupuntura elétrica) podem mesmo afirmar que é só para fisioterapeutas.

Política, relações públicas e ignorância cultural auto-infligida é tudo o que precisamos para provar que punção seca e acupuntura são coisas diferentes. Mas como o estabelecimento de alguns canônes tem mais de política do que interesse científico ou honestidade intelectual considera-se provado que punção seca e acupuntura são coisas diferentes. Quod Erat Demonstrandum.

Deixar uma resposta