pontos de acupuntura e a importância da anatomia

Topografia dos pontos de acupuntura

Topografia dos Meridianos e Pontos é a disciplina responsável pela localização dos pontos de acupuntura. Neste artigo vamos ver como se encontram os pontos de acupuntura. Existem dois métodos: usar o sistema de medida chinês (cun) para se encontrarem os pontos de acupuntura ou usar como referência o corpo. Estes dois métodos não se excluem, na realidade complementam-se facilitando a descoberta dos pontos. Neste capítulo a nossa atenção focará mais o segundo item em detrimento do primeiro.

Um dos aspectos essenciais para se localizar pontos de acupuntura é definir um ou mais pontos de referência. Um dos marcos anatómicos dará a referência relativa á longitude e outro à latitude. Tomando o olho como exemplo podemos criar uma linha vertical na qual vamos encontrar uma série de pontos regulares de meridianos diferentes e pontos extra. Com o paciente a olhar em frente se dirigirmos a nossa atenção para a parte superior do globo ocular encontramos um ponto extra. O ponto Shangming localiza-se entre o supra-orbital e o globo ocular, com o paciente a olhar em frente directamente acima da pupila. O ponto extra Yuyao encontra-se no meio da sobrancelha directamente acima da pupila. Ainda temos o ponto regular 14VB que se encontra a 1 cun superiormente ao ponto médio da sobrancelha, acima da pupila. Se dirigirmos a nossa atenção para baixo vamos encontrar pontos do meridiano do Estômago: assim o ponto 1E localiza-se directamente abaixo da pupila entre o osso e o globo ocular. Este ponto encontra-se oposto ao ponto extra Shangming. O ponto 2E e 3E também se encontram usando a pupila como referência. O ponto 2E localiza-se abaixo da pupila no foramen infraorbitário. No entanto devemos sempre procurar o foramen infraorbitário em vez de dar tanta atenção à linha que se forma a partir da pupila pois não são raras vezes em que o foramen não se encontra alinhado com esta. Por seu lado o ponto 3E necessita de dois pontos de referência: a pupila (com o paciente a olhar em frente) e o bordo inferior das asas do nariz. O cruzamento destas duas linhas dá-nos a posição do ponto 3E.

As asas do nariz também servem de referência a outros pontos de acupuntura locais como os pontos 19IG e 20IG. O primeiro localiza-se no terço médio do philtrum directamente abaixo do bordo interno das asas do nariz e o segundo no sulco naso labial ao nível da inserção das asas do nariz.

Outras estruturas como o mamilo ou o umbigo também são importantes marcos de referência. Por exemplo os pontos de acupuntura 14F e 24VB localizam-se usando os mamilos como referência. O ponto 14F localiza-se no 6º espaço intercostal directamente abaixo do mamilo e o ponto 24VB situa-se no 7º espaço intercostal directamente abaixo do mamilo. O mamilo como ponto de referência tem inconvenientes em pacientes do sexo feminino, em particular, pacientes com alguma idade. Como tal recorre-se a um outro sistema de medida referido anteriormente: os cun. Uma vez que a mama tende a descair com a idade, logo o mamilo perde importância enquanto marco de referência, e como se pode tornar incómodo para uma mulher expor-se durante uma consulta (imaginem como seria na China antiga) podemos simplesmente dizer que estes pontos se encontram a 4 cun lateralmente à LMS que é a medida aproximada da distância dos mamilos à LMS.

Os ossos são os marcos anatómicos de referência mais importantes que existem. Muitos dos pontos de acupuntura mais importantes localizam-se recorrendo aos ossos. Já tivemos o exemplo do ponto 2E que se encontra no foramen infraorbitário. Mas existem muitos mais seja na face, ao longo da coluna, usando as cristas ilíacas, o peróneo, a tibia, o cúbitos, os carpos ou os tarsos.

Recorrendo somente à coluna enquanto marco de referência conseguimos definir grande parte do percurso do meridiano maravilhoso Du Mai. No fundo só precisamos de saber contar as vértebras já que os seus pontos de acupuntura se encontram no bordo inferior das apófises espinhosas das vértebras dorsais, lombares, etc… para marcar os pontos de acupuntura do meridiano da Bexiga precisamos de um outro marco: a omoplata. Nas costas o meridiano da Bexiga tende a dividir-se em dois ramos diferentes: o ramo interno e o ramo externo. O ramo interno encontra-se a 1,5 cun lateralmente às apófises espinhosas dorsais e lombares enquanto que o ramo externo se encontra a 3 cun. Sabendo que a distância entre a coluna e a ponta mais interna da omoplata é de 3 cun podemos marcar as duas linhas (uma dá a latitude e a outra a longitude). Uma vez marcado o ramo interno podemos descobrir os pontos que tal como os pontos do Du Mai se vão localizar ao mesmo nível que o bordo inferior das apófises espinhosas.

pontos de acupuntura

pontos de acupuntura

A crista ilíaca e a sinfise púbica são outros exemplos de estruturas ósseas de grande importância para a Topografia dos Meridianos e Pontos. Estas duas estruturas ósseas podem usar-se em conjunto para a localização de pontos de acupunctura ou em separado.

Em conjunto elas descrevem a localização do ponto 31E. Desenhando-se uma linha vertical descendente da crista ilíaca antero-superior e uma linha horizontal do bordo inferior da sínfise púbica localizamos o ponto 31E. Mas em separado também tem importância.

Ao longo do bordo superior da sínfise púbica vamos encontra 3 pontos de acupuntura de 3 meridianos distintos: 11R, 30E e 2VC. Quando queremos encontrar pontos adjacentes a estes somos obrigados a iniciar a procura pelo bordo superior da sinfise púbica.

Por seu lado a crista ilíaca antero-superior vai ser a referência para pontos como 27VB e 28VB. O ponto 27VB encontra-se a 0,5 cun à frente da crista ilíaca enquanto que o ponto 28VB se localiza a 0,5 cun oblíquo inferior do último ponto.

A crista ilíaca juntamente com a rótula também dá mais localizações, nomeadamente, de pontos do meridiano do estômago. Marcando um linha entre a crista ilíaca antero-superior e o bordo supero externo da rótula podemos encontrar mais dois pontos.

Os tendões também desempenham um papel importante na localização de pontos de Acupunctura. Novamente, este marco de referência pode ser usado isoladamente ou em conjunto com outros marcos (ossos, pregas de flexão, etc…) 

ARTIGOS RELACIONADOS
sistema de cun
sistema de cun e as suas limitações anatómicas?   Outro problema que se tem de colocar está relacionado com as limitações anatómicas do sistema de cun… mesmo que este seja baseado nessa ...
CONTINUE A LER
corpo humano acupuntura
corpo humano e topografia dos pontos: introdução   Para se marcarem pontos de acupuntura no corpo humano usam-se marcos anatómicos, ou seja, referências do corpo que podem ser ósseas, musculares ou tendinosas. ...
CONTINUE A LER
topografia de pontos de acupuntura
Topografia de pontos de acupuntura e aquilo que ninguém vê Quando a esmola é demais o santo desconfia. Precisamos de um micro-ondas e compramos o mais barato. Chegamos a casa felizes ...
CONTINUE A LER
anatomia humana e topografia dos meridianos
anatomia humana e topografia dos meridianos: vários marcos anatómicos   Assumimos, então, que existem marcos anatómicos, na anatomia humana, que não são bons para as mulheres mas que podem ser usados nos ...
CONTINUE A LER
sistema de cun e incompatibilidades com anatomia humana
corpo humano e topografia dos pontos de acupuntura
Topografia de pontos de acupuntura e a esmola
anatomia humana e topografia dos meridianos

BannerFans.com

Comments

  1. ROSELY DE LOURDES BELORIO says

    Esse site e otimo para estudar ,eu estou fazendo um curso para aprender a Acunputura e tiro todas minas duvida aqui ,pois as respostas aos meus questionamentos são diretas , objetivas e satisfatórias. e confesso aprendo muito e pretendo cntinuar e tbem estabelecer contato sempre que necessitar. Um grande abraço. Rosely fisioterapeuta

    • Otávio Augusto Amaral Lopes says

      Conheço pessoalmente a Srta Rosely, ela aprendeu muito através deste site, ela além de ótima profissional como fisioterapeuta, é uma excelente acupunturista, atende aos pacientes com todo carinho, explicando-lhes todo procedimento, conhece como ninguém a profissão de acupunturista, eu mesmo já fiz tratamento com ela e gostei muito dos resultados. A ela só tenho a agradecer, pois melhorei muito com o seu tratamento.
      Grato.
      Otávio

  2. nuno lemos says

    Fico feliz por saber que posso ajudar outros colegas a amadurecerem os seus conhecimentos e agradeço os elogios.
    atentamente
    nuno lemos

  3. Eliene Reis says

    Eugosto muito do site dos caso clinico,comentarios leio todos quando recebo;é um aprendo tiro minhas duvidas,é super legal voce passar seus conhecimentos com outros colegas. porem em momento algum eu escrevir refendo a homeopatia como sendo medicina ,não tenho enteresse em homeopatia. um grande abraço

  4. nuno lemos says

    Boas elienne
    fico contente que aprecie o blogue e consiga retirtar algo de bom do mesmo.
    Quanto à homeopatia eu percebi o seu comentário.
    abraço

  5. Victor says

    Gosto muito do site, estudo muito por ele, mas na figura do post acima, a localização está um tanto confusa. Na figura o pto E2 não está indicado o pto no forame infraorbital está como E4! Parabéns pelo site!

  6. nuno lemos says

    Boas Victor
    Tem toda a razão. A imagem está errada, pelo menos seguindo as descrições mais usuais. Todo o meridiano do estômago está trocado. Das duas uma: ou o artista não percebe muito de mtc ou é proveniente de uma escola que não é maisntream.
    Quando coloquei a foto coloquei porque achei bonita mas nem reparei totalmente nela para ver esse erro.
    obrigado pela chamada de atenção.
    abraço

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>