hérnia discal

Hérnia discal: capítulos de um drama comum

Nuno Lemos PERGUNTAS, TEXTOS LIVRES 0 Comments

Apresentação da sua hérnia discal

Um dia sem estar à espera surge uma dor forte. Esta dor tem inicio na coluna e irradia pelo membro inferior. Você sente-se incapacitado pela presença da dor sendo que a mesma pode vir acompanhada de alterações do movimento ou formigamento de partes da sua perna.

Primeira ida ao médico

A crise é tão forte que não tem outra hipótese. Coloca-se no carro e dirige-se às urgências do hospital. Depois dos primeiros tratamentos à base de injeções de voltaren e relmus são-lhe prescritos exames médicos.

O diagnóstico da hérnia discal

Após as injeções você começa a tomar comprimidos para a dor (voltaren, paracetamol, etc…). Por vezes os medicamentos são agressivos ao estômago. Então é-lhe prescrito omeprazol para proteger o estômago.

Vai fazer radiografias, ressonâncias magnéticas e tomografias computorizadas (CT). No final o diagnóstico de hérnia discal não deixa dúvidas.

Se os tratamentos médicos surtiram efeito você não pensa mais na sua hérnia discal durante uns tempos. A crise de dor desapareceu e já sabe que tem de tomar cuidado com determinados movimentos ou esforços na coluna.

Se por acaso foi tratado no privado e o país está em tempo de crise provavelmente o seu médico vai fazer pressão para ser operado o mais rapidamente possível. Tem duas hipóteses: é operado de imediato cada vez que o médico decidir operar ou então decide procurar opiniões de outros colegas médicos. Se consultar 3 médicos o mais provável é ouvir 3 opiniões diferentes. Informe-se sobre o seu problema e tome um decisão em boa consciência.

O tratamento continua

Regra geral se respondeu bem às injeções de dor, se não apresenta mais queixa nenhuma e se os exames médicos não indicam a necessidade de uma cirúrgia de urgência o mais provável é ir à sua vida sem se chatear mais durante um tempo.

Caso persista algum sintoma o seu médico ortopedista irá prescrever medicação e uma consulta de fisiatria. O seu médico fisiatra irá prescrever fisioterapia. A longo prazo vai precisar de fazer fortalecimento dos músculos das costas de forma a prevenir o aparecimento de crises de dor.

Outras alternativas para a sua hérnia discal

Após ter recebido tratamentos de injeções, medicamentos e sessões de fisioterapia sem qualquer sucesso começa a desesperar e a pensar em alternativas. É aqui que entra no mundo do reiki e da acupuntura, da homeopatia e da osteopatia. O mundo das curas milagrosas em áreas dúbias.

Se escolheu acupuntura ou osteopatia provavelmente vai poupar mais dinheiro e sentir-se mais feliz do que quem escolheu homeopatia ou medicina quântica.

Sim a acupuntura e a osteopatia são as terapêuticas quem obtêm os melhores resultados no tratamento da dor por hérnia discal. É nesta altura da sua história que provavelmente vai ficar fâ da acupuntura ou da osteopatia.

Em muitos casos é possível tratar a dor de forma a eliminar a necessidade de cirurgia.

No entanto é óbvio que alguns casos não vão ser tratados.

Não quero ir à faca

Chega uma altura da história da sua hérnia discal em que após, por pura teimosia da sua hérnia discal, se recusar a responder aos tratamentos médicos, de fisioterapia, osteopatia, fitoterapia, acupuntura e mais qualquer coisa que se lembre pelo caminho tem de ser operado(a).

Infelizmente alguns pacientes não conseguem evitar a cirurgia.

Existe vida depois da cirurgia

Se a cirurgia correr bem você fica sem dores durante muito tempo. Ou pelo menos fica com dores muito mitigadas.

Se correr mal fica igual ou pior àquilo que estava. É um novo início da sua história. Procurar diferentes acupuntores e osteopatas, recorrer a bruxos, queimar pontos de acupuntura nas orelhas, consultar diferentes médicos. No final ou vai ter uma boa qualidade de vida ou vai fazer de tudo para a conseguir.

Final da sua história de hérnia discal

O inicio da história da sua hérnia discal depende de muitos dos seus hábitos de vida como falta de exercício, más posturas, esforços excessivos e não controlados.

Quando ela começa você vai precisar de se informar corretamente acerca de tudo para tomar as decisões mais acertadas no tempo correto e vai precisar de muita sorte: sorte nos médicos, sorte nos fisioterapeutas, sorte a escolher as medicinas complementares que realmente são úteis, sorte nos acupuntores ou osteopatas que escolher, sorte nos cirurgiões… enfim, sorte.

Mas nem tudo é negativo. A maioria dos pacientes apesar de ter momentos de grande incômodo consegue viver bem com a sua hérnia. Com o tempo aprende a lidar com ela e descobre o tratamento que funciona melhor para si.

Deixar uma resposta